#20 Análise do Livro “A Caminho da Guerra” (Graham Allison): guerra hegemônica como um fenômeno do sistema internacional? (Série Cultura E RI)

Cultura e RI
Cultura e RI
#20 Análise do Livro “A Caminho da Guerra” (Graham Allison): guerra hegemônica como um fenômeno do sistema internacional? (Série Cultura E RI)
#20 Análise do Livro “A Caminho da Guerra” (Graham Allison): guerra hegemônica como um fenômeno do sistema internacional? (Série Cultura E RI) 1
/

Nos dois primeiros episódios da série Cultura e RI analisemos a obra “A Caminho da Guerra” de Graham Allison, de 2020. Nesta obra, o autor apresenta um quadro preocupante: ao longo de mais de 500 anos vemos que guerras entre o Estado hegemon e o Estado ascendente são algo comum na estrutura do Sistema Internacional. Sendo assim, Allison estuda neste livro a possibilidade dos Estados Unidos (Estado hegemon) e da China (Estado ascendente) de entrarem em uma guerra estrutural. Para fortalecer este ponto, o autor apresenta uma série de exemplos ao longo do tempo para verificar como ocorre este tipo de guerra. Neste primeiro episódio, mapearemos os exemplos levantados por Allison, para que, no segundo episódio, vislumbramos a possibilidade de Guerra estrutural entre estadunidenses e chineses. Interessante, não!? Venham imergir na cultura das RI com a gente!

Guia do episódio:

Breve biografia do Graham Allison (1:30); O que é a Armadilha de Tucídides? (2:30); 500 anos de guerras sistêmicas estruturais (4:30); O caso do Reino Unido contra Alemanha (6:20); quatro situações que a disputa entre o hegemon e o Estado ascendente não levaram a uma guerra (10:20).

Além dos apresentadores Felipe Dalcin e Júlia Moreno, contamos com a presença do Mestre em RI e colunista da Revista Relações Exteriores, Thomas Tavares.

Thomas Tavares é Mestre em Relações Internacionais pela Universidade da Beira Interior em Portugal; Licenciado em Letras – Português e Inglês pela Faculdade São Bernardo do Campo.