Combustíveis fósseis

Nome dado a um grupo de combustíveis formados há milhares de anos a partir de restos de animais e vegetais. A partir de seu uso, a humanidade passou por um processo de evolução, empregando fontes de energia cada vez mais eficientes. Os combustíveis fósseis tiveram influência decisiva sobre a criação e desenvolvimento das tecnologias industriais, agrícolas e de transportes sob os quais se baseiam os processos produtivos e, por consequência, os modelos econômicos, os costumes e a cultura da sociedade moderna.

Esses recursos são de fundamental importância para a sociedade, representando a grande maioria da demanda energética mundial. Estão incluídos nessas fontes o gás natural, carvão mineral, petróleo e seus derivados como óleo diesel e gasolina.

Apesar de sua importância, há pontos negativos no uso de combustíveis fósseis. A queima desses combustíveis gera gases poluentes, tais como o dióxido de carbono, considerado por especialistas o principal causador do aquecimento global; o monóxido de carbono, que é tóxico e venenoso; material particulado, como a fuligem, e outros gases oriundos da presença de impurezas, como os óxidos de enxofre e de nitrogênio causadores de chuvas ácidas.

Além disso, os combustíveis fósseis não são renováveis, o que significa que algum dia suas reservas se esgotarão. Nesse sentido, existem diversos países desenvolvendo tecnologias para o uso de fontes de energia renováveis, tanto para mitigar danos ambientais como também driblar a dependência de países produtores e exportadores, os quais ditam as regras no cenário global.