Ator

Participante de um processo ou de um fenômeno. Os teóricos de RI’s concebem o sistema internacional como um cenário, fazendo analogia ao teatro, enquanto os participantes deste são os atores. Estes seriam entes que participam efetivamente do fenômeno internacional. A determinação de qual ator participa do processo das ri’s varia segundo a abordagem teórica.

Há dois tipos de atores principais:

  1. Atores estatais, ou seja, aqueles que tem características estatais (soberania, monopólio legítimo de força, autonomia para escolha de orientações políticas e econômicas, população e território sobre sua tutela) e;
  2. Atores não-estatais que são os atores que não são unidades soberanas. Tem ausência de uma ou mais das características acima citadas. Atores não estatais são por exemplo: organizações multinacionais, corporações financeiras, organizações não-governamentais. A questão é a capacidade de gerar efeitos no sistema internacional.