Este dia na história: o Dia Internacional da Erradicação da Pobreza

Padre Joseph Wresinski | Fonte: Instituto Joseph Wresinski

Em 1956, O Padre Joseph Wresinski se juntou ao acampamento dos Sem-Abrigo em Noisy-le-Grand, se deparando com uma situação de extrema pobreza. Naquele momento, ele percebeu que as pessoas em situação de miséria não conseguiriam se libertar da pobreza caso não tivessem ajuda. Desse modo, ele se juntou a essas famílias a fim de combater a pobreza e, como membro do Conselho Econômico e Social da República Francesa, criou um relatório intitulado “Grande Pobreza e Precariedade Económica e Social” que deu voz a todas as pessoas que vivem em situação de miséria e afirmou que a extrema pobreza é uma violação aos Direitos Humanos, além de chamar todos a lutar contra essa situação.

Em 1948, no Trocádero de Paris foi assinada a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Visando esse marco histórico e impulsionados pelo chamado do Padre Joseph Wresinski, no dia 17 de outubro de 1987, mais de 100 mil pessoas se reuniram no mesmo local para homenagear as vítimas de extrema pobreza, violência e fome. Essas pessoas afirmavam que a pobreza é uma violação aos direitos humanos que deve ser combatida, e para isso, deveríamos nos unir para garantir a erradicação da pobreza. Um cartaz foi colocado diante da Torre Eiffel com uma frase do Padre Joseph Wresinski afirmando os objetivos dessa manifestação: “Onde homens e mulheres estão condenados a viver em extrema pobreza, os direitos humanos são violados. Unir-nos para que sejam respeitados é um dever sagrado” (Padre Joseph Wresinski)

Tendo em vista esse evento, a ONU, através da resolução 47/196 de 22 de dezembro de 1992, declarou o dia 17 de Outubro como o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, com o objetivo de conscientizar todos sobre a importância da luta contra a pobreza e incentivar os governos e outras organizações a implantarem ações de combate a situação de extrema pobreza.

Este dia na história: o Dia Internacional da Erradicação da Pobreza 1
ODS 1 da Agenda 2030 | Fonte: ONU (traduzido/adaptado)

Boletim de Análises Internacionais


Conteúdo exclusivo para analistas e profissionais que querem entender o campo internacional por meio de análises elaboradas por especialistas. Boletim enviado todas as semanas.

A agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e os 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável acredita que erradicar a pobreza seja o maior desafio para o mundo e coloca como metas reduzir pelo menos a metade de pessoas que vivem na pobreza em todas as suas dimensões, além de outras ações para atingir a meta 1: Erradicação da pobreza.   

Para esse ano, o tema será “Agindo juntos para alcançar justiça social e ambiental para todos” , a fim de conscientizar que as duas ações estão interligadas; além de buscar valorizar as ações de pessoas que vivem na extrema pobreza e lutam contra ela, mas que muitas vezes não são valorizadas e nem ouvidas.  O Secretário Geral da ONU, António Guterres, afirmou que precisamos de ações ainda mais fortes para esse ano, já que as pessoas mais pobres são duplamente atingidas (pela pandemia de COVID-19 e pela situação de extrema pobreza), relembrando que estimativas afirmam que 115 milhões de pessoas no mundo podem ser atingidas com a pobreza.

Recentemente, a FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) foi premiada com o Prêmio Nobel da Paz pelas ações que lidera para a erradicação da pobreza. Além das ações da FAO, a ONU convida a todos a participar da campanha global #EndPoverty aderindo a hashtag nas redes sociais para disseminar mensagens sobre o Dia Internacional da Erradicação da Pobreza.

Tagged:

Deixe uma resposta