Pequeno Manual Antirracista: as origens do racismo e como combatê-lo – Djamila Ribeiro (2019) – Resenha

Pequeno Manual Antirracista: as origens do racismo e como combatê-lo - Djamila Ribeiro (2019) - Resenha 1
Fonte: Divulgação/Companhia das Letras

Publicado em 2019, o livro Pequeno Manual Antirracista de Djamila Ribeiro, que apresenta “onze lições breves para entender as origens do racismo e como combatê-lo (Companhia das Letras; 2020)”, ganhou em 2020 o prêmio Jabuti na categoria ciências humanas, e está na lista dos livros mais vendidos do ano. Com 124 páginas, uma linguagem clara e accessível, a autora faz uma introdução reflexiva, ressaltando a importância de conhecer a história do povo negro, não como ouvimos nas escolas, mas como realmente foi, fazendo o leitor rever suas atitudes para não perpetuar a opressão enraizada na estrutura social, dando assim o tom dos próximos onze capítulos de sua obra.

Nessa ceara, a autora, ao longo dos capítulos, passa por vários setores da estrutura social, derruba mitos literários, faz o leitor reconhecer situações e estruturas, reforça a necessidade de conhecimento, valorização, cultura, e leitura de autores negros. Trata dos lugares sociais de fala, quais os negros devem ocupar, e mostra a necessidade de responsabilizar quem é responsável pelo racismo.

 A autora também reforça que políticas educacionais afirmativas são essenciais, e que a questão não é de mérito, mas de oportunidades, pois sem elas não teremos espaços assumidos pela população negra que é sua pelo direito na história do Brasil. Ademais, Djamila questiona vários aspectos sociais, dando exemplo nas relações de trabalho, produção cultural, tratando abertamente em capítulo próprio sobre sexualidade, estimulando o combate à violência racial.

Nesse prisma, com plena consciência do debate, ela define que somente atitudes antirracistas serão  capazes de trazer uma postura ética, e que ele não se esgota com esse livro, mas estimula o leitor a se conhecer e a mudar sua visão e ações diante do racismo estrutural que vivemos.

É com um diálogo franco e sem rodeios de quem sente o racismo que a autora escreve esse livro, essencial para quem quer ter uma visão do debate, que em seu bojo traz várias referências literárias, e, ao final, apresenta indicações preciosas para maior aprofundamento. Assim, se você diz não ser racista ou tem dúvidas, esse livro esclarece e coloca você para refletir: qual é o seu lugar no racismo estrutural do Brasil?

 Sobre a autora: Djamila Ribeiro é mestre em filosofia política pela Unifesp, colunista do jornal Folha de S. Paulo, coordenadora da coleção Feminismos Plurais, da editora Pólen, e é autora de O que é lugar de Fala? (2017) e Quem tem medo do feminismo negro? (2018). Ademais, já foi secretária-adjunta de Direitos Humanos e Cidadania do município de São Paulo.

Para comprar o livro, acesse o link abaixo:

Marcadores:

Deixe uma resposta